Blog! Cecidilha ao quadrado
Just another WordPress.com weblog

Mar
31

Acho que as leis devem proteger as crianças contra exploração sexual, contra a necessidade de se prostituirem, contra violência e estuproa, mas nao contra sexo. Na puberdade os adolescentes tem desejo e devem ter o direito de fazer sexo com quem quiserem. claro que nao estou me referindo a crianças, menores de 10 ou 12 anos, mas os maiores.

considerar estupro de vulneravel fazer sexo com um adolescente de 13 anos que estava querendo é no mínimo absurdo, puritano e medieval. estão castrando a liberdade sexual dos nossos jovens protegidos sob a falsa bandeira da defesa das crianças contra pedofilos e o povo está cego de ódio graças ao circo de midia sensacionalista que repete que bebes são estuprados pelos montros pedofilos…. isso é mentira, uma generalização criminosa que só serve ao grupo evangélico de politicos como magno malta e os reporteres sensacionalistas como os do brasil urgente.

castração quimica? sou a favor, mas para tratar homens que estupraram e não aqueles que fizeram sexo com jovens que estavam de acordo e com maturidade para escolher. estuprar uma criança de 3 anos não é igual a fazer amor com um menino de 13. noticia: http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20110331/not_imp699716,0.php

 

bls é hora de agir, multipliquem estes posts, preparem-se para escrever para deputados e jornais. precisamos de uma voz, com ideias claras e objetivos claros. chega de perseguição, vamos ajudar a proteger as crianças e lutar para que num pais onde os jovens votam aos 16 possam fazer sexo ais 13.

Feb
24

Ainda estamos vivos. A guerra continua, devemos insistir para abrir um dialogo, devemos lutar contra a intolerancia, ninguem esta aqui defendendo abuso sexual, estupro, prostituicao infantil…. exatamente o contrario!!!

Defendemos que a lei proteja os jovens contra ABUSO, que nao seja uma lei preconceituosa. Jovens Hetero e Jovens Homos UNITE, voces devem reclamar, porque podem votar aos 16 e so fazer sexo aos 18? Vamos lutar para mudar a idade de consenso para 12 ou 13 anos, a partir desta idade o jovem poderia escolher se quer se relacionar sexualmente ou nao!!!! 🙂 sexual freedom, lets have FUN!

 

Depois de quase 6 meses na India estou de volta, vamos retomar as atividades de advocar nossos ideais!

Jul
12

Será que você não está sendo usado? Será que pedofilia não se trata de abuso sexual e estupro de crianças inocentes? Os americanos aprenderam a culpar os terroristas por tudo, cometeram abusos inimagináveis aos direitos civis dos acusados de terrorismo, que eram trancados na prisão de Guantanamo. Ninguém tinha coragem de defender aquelas pessoas porque eram vistos como o mal absoluto, já não eram mais consideradas pessoas e por isso não mereciam compaixão.

O mesmo ocorre no Brasil em relação á pedofilia. Mas será que étão ruim assim? Será que são tantos e tão malvados os pedófilos para justificar a caça as bruxas que estamos vivendo?

Ou será que tudo isso atende a outros interesses e serve para alimentar a imprensa sensacionalista?

Leia o texto abaixo e mande seu comentário.

Quem tem medo do lobo mau (PEDÓFILO)?

Aparentemente, a pedofilia não é um problema tão grande quanto nossos membros da comissão da CPI querem provar!

Abaixo está uma matéria do New York times, reportando o resultado de uma avaliação realizada por 49 advogados chefes (attorneys general). O relatório revela que a internet não é tão perigosa para crianças e que não existem predadores como a imprensa e cultura popular nos fez acreditar. Mais um dado para confirmar que, no Brasil, a luta contra a pedofilia é mais uma preocupação eleitoreira e puritanista do que real necessidade de lutar contra este grande perigo que ameaça nossas crianças. Com isto vivemos numa sociedade cada vez mais intolerante e um estado cada vez mais vigilantista.

Crimes devem ser investigados e punidos, mas respeitando direitos dos acusados, de maneira justa. Denúncias não podem gerar mandados de busca e apreensão ou de prisão enquanto os fatos são averiguados, a polícia não pode levar a imprensa para a cada de um acusado antes que a justiça determine sua culpa. Acusados que não oferecem risco à sociedade não podem ficar presos por meses sem que seja apresentada acusação.

Sob a desculpa de “lutar contra a pedofilia” direitos são desrespeitados, acusados que não foram presos em flagrante são presos sem concessão de liberdade, além de serem expostos pela mídia antes de do estado decidir se existem provas suficientes para um processo. E ninguém se manifesta contra estes abusos.

Quem tem medo do lobo mau? Todos nós! Mas não podemos desrespeitar direitos em nome da proteção contra qualquer crime. Hoje sabemos dos abusos cometidos pelo governo Bush em sua luta contra o terrorismo, infelizmente seguimos o mesmo caminho no Brasil lutando contra a pedofilia.

Eu preciso de ajuda, não sou um monstro e não abuso de meninos. Não me importa o que pensam sobre mim, mas sou uma pessoa boa, dedico parte da minha semana trabalhando de graça para ajudar pessoas pobres, sou um bom cidadão, não mereço ser perseguido desta maneira.

Abaixo, a matéria sobre a qual falei acima:

Link para a reportagem do NY Times: http://www.nytimes.com/2009/01/14/technology/internet/14cyberweb.html?_r=3

Matéria na íntegra:

The Internet may not be such a dangerous place for children after all.

A task force created by 49 state attorneys general to look into the problem of sexual solicitation of children online has concluded that there really is not a significant problem.

The findings ran counter to popular perceptions of online dangers as reinforced by depictions in the news media like NBC’s “To Catch a Predator” series. One attorney general was quick to criticize the group’s report.

The panel, the Internet Safety Technical Task Force, was charged with examining the extent of the threats children face on social networks like MySpace and Facebook, amid widespread fears that adults were using these popular Web sites to deceive and prey on children.

But the report concluded that the problem of bullying among children, both online and offline, poses a far more serious challenge than the sexual solicitation of minors by adults.

“This shows that social networks are not these horribly bad neighborhoods on the Internet,” said John Cardillo, chief executive of Sentinel Tech Holding, which maintains a sex offender database and was part of the task force. “Social networks are very much like real-world communities that are comprised mostly of good people who are there for the right reasons.”

The 278-page report, released Tuesday, was the result of a year of meetings between dozens of academics, experts in childhood safety and executives of 30 companies, including YahooAOL, MySpace and Facebook.

The task force, led by the Berkman Center for Internet and Society at Harvard University, looked at scientific data on online sexual predators and found that children and teenagers were unlikely to be propositioned by adults online. In the cases that do exist, the report said, teenagers are typically willing participants and are already at risk because of poor home environments, substance abuse or other problems.

Not everyone was happy with the conclusions. Richard Blumenthal, the Connecticut attorney general, who has forcefully pursued the issue and helped to create the task force, said he disagreed with the report. Mr. Blumenthal said it “downplayed the predator threat,” relied on outdated research and failed to provide a specific plan for improving the safety of social networking.

“Children are solicited every day online,” Mr. Blumenthal said. “Some fall prey, and the results are tragic. That harsh reality defies the statistical academic research underlying the report.”

In what social networks may view as something of an exoneration after years of pressure from law enforcement, the report said sites like MySpace and Facebook “do not appear to have increased the overall risk of solicitation.”

Attorneys general like Mr. Blumenthal and Roy Cooper of North Carolina publicly accused the social networks of facilitating the activities of pedophiles and pushed them to adopt measures to protect their youngest users. Citing studies that showed tens of thousands of convicted sex offenders were using MySpace, they pressured the networks to purge those people from their membership databases.

The attorneys general also charged the task force with evaluating technologies that might play a role in enhancing safety for children online. An advisory board composed of academic computer scientists and forensics experts was created within the task force to look at technologies and ask companies in the industry to submit their child-protection systems.

Among the systems the technology board looked at included age verification technologies that try to authenticate the identities and ages of children and prevent adults from contacting them. But the board concluded that such systems “do not appear to offer substantial help in protecting minors from sexual solicitation.”

One problem is that it is difficult to verify the ages and identities of children because they do not have driver’s licenses or insurance.

Jul
01

 

Este não é um blog para mostrar fotos bonitinhas de meninos, fotos de meninos de cuequinha e muito menos de meninos nus. Não que isso seja errado, mas acho que esta hora já passou. No Brasil atual temos coisas mais importantes para nos preocupar e sobre as quais escrever em nossos blogs.

Mesmo sendo assim, decidi postar alguns links interessantes, ABSOLUTAMENTE legais e que podem ser úteis a alguns de vocês BLs e até para alguns dos que estão aqui lendo com o objetivo de me perseguir. Todo mundo sabe que você precisa conhecer seu inimigo para vencê-lo, quem sabe se durante este processo você entende um pouco melhor o que é ser um pedófilo.

www.boylinks.net/ – O mais antigo e importante site de links boylover’s. Desde sites sobre segurança, até boards, passando por cinema, literatura, etc.

blog.milkboys.org/ – Blog criado por um adolescente homossexual. Não se trata de um pedófilo, mas acho muito interessante como ele consegue postar sem preconceito e curtir a sexualidade, sem culpa.

www.xs4all.nl/~johnie/jpp.html – O famoso Johnnie, conhecido pela crianção das séries JPP, geralmente escaneadas de livros e revistas. Um lutador que enfrenta o governo e o preconceito da sociedade mostrando que tem direito de amar meninos e não deve ser perseguido por isso.

theboyscouts.blogspot.com/ – O melhor e mais completo guia sobre filmes (comerciais e 100% legais) que mostram meninos. Centenas de títulos incríveis de todo o mundo.

Boards: Não acho seguro utilizar boards, nunca as utilizei. O mais recente exemplo do perigo destes grupos foi a boy lover (dot) net, derrubada arbitrariamente e que teve seu dono preso e os servidores apreendidos sob acusações falsas de se tratar de um site para troca de pornografia e dicas de como abusar de meninos. Infelizmente os policiais e a “lei”, que deveriam desender os direitos do cidadão, mentem para conseguir cumprir seus desejos motivados por preconceitos e discriminação.

Espero que vocês gostem destas dicas, apesar de serem muito famosas e possivelmente já conhecidas.

Jun
01

Maybe, but shouldn’t we fight back?

A guerra está apenas começando e perdemos a maior parte das batalhas até agora. Força, a cada dia você tem que fazer alguma coisa para lutar contra o preconceito, contra o ódio e para melhorar a nossa situação. Os Judeus na segunda guerra perderam a hora de dizer CHEGA e lutar contra a opressão dos Alemães, chegou a hora de dizer CHEGA!

Chega de pessoas acusadas de pedofilia terem seus direiros desrespeitados, CHEGA de serem capa da Veja, CHEGA de ficarem presos esperando o julgamento mesmo quando são réis primários e não oferecem risco para a sociedade, CHEGA de Magno Malta, CHEGA deste puritano fanatico religioso pregar medo e preconceito, CHEGA de puritanismo, CHEGA de leis que não foram criadas para proteger as crianças mas para perseguir os pedófilos, CHEGA de pedofilia ser desculpa para castrar a liberdade sexual dos nosso adolescentes, CHEGA de pseudo cientistas pregando preconceitos e não verdade científica sobre pedofilia, CHEGA de hipocrisia, CHEGA de caça as bruxas, CHEGA de comparar o amor de um homem com um menino de 13 anos com estupro de uma criança de 2 anos de idade, CHEGA de ouvir que eu sou um monstro, CHEGA de gente de “bem” que diz que pedófilo merece ser castrado ou apodrecer na cadeia…

CHEGA! … CHEGA! … CHEGA!

chega dos pedófilos viverem escondidos com medo. Chegou a hora de lutar contra estes abusos antes que seja tarde demais, antes que estejam na sua porta.

Se tivermos que morrer para mudar esta situação ridícula, nossas vidas terão tido sentido e faremos deste um mundo melhor.Eu vou mostrar nossas armas e como lutar, cabe sua reflexão, você será uma ovelha ou um lobo?

Preparem-se. At my signal, unleash hell !

Nov
11

PRECONCEITO

Nas ultimas semanas contactei dezenas de pessoas através de um e-mail que discutia o preconceito contra os boylovers e a perseguição que têm sofrido em nossa sociedade.

Quantas respostas para estas dezenas de mensagens? NENHUMA. Encaminhei mensagens para os sacerdotes da minha religião, para amigos, para jornalistas, para “pensadores”, para políticos, para artistas e até para grupos de defesa de direitos humanos e de defesa dos homossexuais. Todos de forma anônima, mesmo que muitos fossem conhecidos e cada um recebendo uma versão “personalizada”da carta, ou seja, todos focando o mesmo tema polêmico, mas sob focos diferentes. O texto trazia fatos e pedia um exercício intelectual: tentar examinar a situação de forma fria e sem preconceitos. E ninguém respondeu.

Esta é a mais assustadora prova do imenso preconceito e tabu que presentes nesta discussão, algumas destas pessoas provavelmente acham que há exagero por parte das autoridades e da mídia, que existe certa histeria e excesso e que pessoas estão sofrendo. Mas porque não se manifestam? Uma pessoa justa não deveria se manifestar quando outras são perseguidas sob a bandeira de “nada ser mais importante do que proteger nossas crianças destes monstros”? O Pedófilo é o novo preto, o novo judeu, o novo terrorista, é visto como um monstro sub-humano. Depois do holocausto, do apartait e dos conflitos no oriente médio quando aprenderemos a ver as coisas de maneira racional, sem sermos levados pelos preconceitos?

Alguns dos fatos da mensagem que enviei:

1 – Não podemos considerar da mesma maneira um adulto que se relaciona com um adolescente de 14 anos, de forma consensual e carinhosa de um adulto que faz sexo com crianças menores de 10 anos ou que oferece 1 real na rua para se relacionar com uma criança.

2 – Pessoas acusadas de pedofilia são presas quando acusadas, uma pessoal que tenha uma foto “pornográfica” envolvendo crianças ou adolescentes pode ser preso em flagrante e esperar preso pela investigação e julgamento. Muitas vezes basta a palavra de um menor para que alguém seja preso, sem que investigação seja conduzida. As pessoas deveriam ser consideradas inocentes até provado contrário e protegidas pelo estado até que uma investigação e julgamento justos a condenem.

Quando dizemos que não importa se a lei é justa ou se pessoas estão sendo tratadas de maneira indigna e perseguidas atestamos que somos bárbaros, será que no Brasil não temos pessoas boas com coragem de se opor aos abusos que estão acontecendo? Dê uma busca pelas notícias mais recentes envolvendo pedofilia e confirme que pessoas são presas e têm seu nome vinculado na mídia depois de acusadas, antes da investigação adequada. Confirme que um homem que leva um menino de rua para dentro de sua casa e o educa como filho, da escola e alimento, uma casa com segurança, amor e carinho é tratado como um estuprador de um bebe de 3 anos de idade.

Pode ser que eu esteja errado, mas se não conhecemos o outro lado da moeda, baseamos nossas decisões com base em preconceito. Eu quero abrir um canal para discutir este tema polêmico, mostrar que a imensa maioria dos pedófilos não são monstros, não abusam de crianças e que as possíveis relações sexuais não deixam seqüelas e traumas pelo resto da vida como ouvimos na imprensa diariamente.

Claro que abuso e violência contra crianças devem ser combatidos, mas estamos vivenciando uma caça às bruxas e nossa sociedade, ignorante e alimentada pela imprensa sensacionalista aplaude de pé.

Eu sou um pedófilo, mas sou uma pessoa boa. Muito mais do que só pagar meus impostos, sou voluntário e ajudo necessitados, sou um cidadão consciente e de quem minha família e amigos admiram. Já “tive” dezenas de meninos, hoje eles são adultos, heterossexuais e continuam amigos queridos e próximos, como isto pode ser possível se eu for o monstro que você pensa? Um monstro que merece ser preso e torturado, ter seus direitos negados?

Sei que existe gente crítica e corajosa, o desafio é fazer esta mensagem chegar a elas e em seguida informar e conscientizar as massas. Será que consigo?

Sep
21

Seguindo esta lógica, então EU = MONSTRO???? :S

Parece estranho dizer isso, porque no sentido literal da palavra, seria tudo a mesma coisa. BoyLover é um termo criado por uma comunidade internacional de pessoas que amam meninos e pedófilo é aquele que sente atração sexual por meninos pré-puberes. Mas quando se diz pedófilo, graças à todas as notícias negativas que vemos nos jornais, imagina-se alguém que abusa de crianças e, apesar de ser um pouco contra intuitivo, BoyLover não é a mesma coisa.

Algumas pessoas sentem-se atraídos por meninos e não por mulheres ou homens adultos. Este é um grande tabu na nossa sociedade, porque apesar de ser muito comum homens maiores de idade se relacionarem com meninas de 15 anos, a relação de um homem com um menino é vista como o mais vil e perverso crime.

Antes de pensar: DOENTE, CRIMINOSO, SUJO, PERVERSO, leia o que tenho a dizer:

Ser um Boylover, ou pedófilo, é muito mais complexo do que parece. Eu sou um pedófilo. Desde os 12 ou 13 anos lembro de achar outros meninos lindos, depois durante a puberdade era com meninos que fantasiava, e até hoje sou completamente apaixonado por meninos.  Apesar de tudo isso, sou inteligente, não sou doente, não sou um monstro, sou uma pessoa boa, não abuso de meninos e nunca violentei ninguém. Pelo contrário, já amei dezenas de meninos e ainda hoje mantenho contato com grande parte deles, sou querido por eles e seus pais, muitos dos quais são gratos pela amizade e orientação que dei a seus filhos no passado.

Apesar da maioria destes meninos hoje não serem mais atraentes sexualmente, alguns já com 24 anos de idade, continuamos muito amigos. Vários me tratam como um irmão mais velho. Nenhum deles é homossexual e acredito que nenhum deles traga traumas do que vivemos juntos.

É importante dizer que não me relacionei sexualmente com todos eles. Espero que hajam pessoas dispostas a tentar entender esta diferença e é motivado por esta esperança que escrevo este texto.

Infelizmente a imprensa é sensacionalista, quando vemos um Globo Reporter com matéria sobre pedofilia, violência sexual contra crianças e pornografia infantil a realidade é deturpada. Claro que existem pessoas ruins no mundo, pessoas cruéis, mas não podemos generalizar. Quando um homem adulto estupra uma mulher adulta não saímos falando que todos os homens heterossexuais são monstros.

Em todas estas reportagens vemos o senhor delegado dizendo: “aprendemos imagens de pornografia infantil horríveis, fotos de crianças pequenas, de até 3 anos de idade sendo abusadas”. A grande maioria de nós não acredita que um menino menor do que 12 ou 13 anos esteja pronto para relacionamento sexual e até hoje não conheci nenhum pedófilo que quisesse se relacionar com bebês, isso não corresponde à realidade.  Fazendo uma analogia com as pessoas “normais” seria o mesmo de acessar um vídeo na internet com cenas escatológicas ou de sado masoquismo e imaginar que todo casal gosta de fezes e tortura em sua rotina sexual, isso é absurdo.

Pedófilos ou Boylover, como preferimos ser chamados para evitar todo este estigma e preconceito, somos centenas de pessoas que amam meninos. Atração sexual faz parte deste amor e entendo que isso possa repugnar alguns, mas o que vemos no caso dos abusos cometidos por padres ou maníacos que estupram meninos são casos isolados.

Imaginem um padre, que ensinando os mandamentos da Igreja Católica, com o pecado do homossexualismo, se relaciona com um menino. Para muitas famílias católicas o padre era um segundo pai e ao se relacionar neste ambiente de culpa e medo muitos meninos sentiam que estavam fazendo uma coisa errada, suja, vergonhosa. Sentiam que seriam punidos indo para o inferno e tudo isso com a pessoa que ele e sua família confiavam. Haja terapia para resolver este trauma.

Conosco é diferente. Os casos de Boylovers que chegam aos jornais normalmente são casos onde os pais descobriram sobre o relacionamento do menino com o BL, mas até este momento tratava-se de uma criança feliz, sem culpa e que se sentia amada.

Mas quem sou eu para defender o relacionamento de um menino de 13 anos com um adulto, certo?

Em breve vou postar alguns estudos interessantes desenvolvidos por psicólogos e psiquiatras e publicados em revistas médicas sobre o assunto, daí deixa de ser minha opinião e passa a ser dado científico.

Por favor deixe suas perguntas ou comentários. E não esqueça de que posso ser o bombeiro que te ajuda num acidente, o médico que alivia sua dor ou seu irmão, que te ama incondicionalmente.

Este site tem como objetivo informar e discutir sobre pedofilia. Pedofilia NÃO é crime, ninguém pode ser acusado de ser diferente. Nenhum crime será cometido ou incentivado neste blog. Eu acredito que a lei deva ser respeitada, assim como os direitos dos cidadão contra abusos por parte da imprensa ou do governo. Deve haver espaço para que temas polêmicos sejam discutidos abertamente, sem preconceitos. O texto aqui publicado tem como objetivo estimular a discussão sobre pedofilia e não deve ser interpretado como estímulo à qualquer atividade criminosa ou desumana. Viva o exercício intelectual de pessoas educadas e de mente aberta. Viva a liberdade de expressão, a proteção contra perseguição e a discriminação. Estes são direitos essenciais em uma sociedade justa.

Sep
21

**Ser pedófilo quer dizer ser a favor de sexo com crianças de qualquer idade?

NÃO! Ser pedófilo significa que a pessoa sente atração sexual por crianças e/ou adolescentes. Isso não quer dizer que a pessoa é criminosa, não quer dizer que a pessoa se relacionaria sexualmente com o objeto de seu desejo e, principalmente, não quer dizer que estupraria uma criança.

Achar que todos os pedófilos abusam de crianças é o mesmo que afirmar que todo homem adulto heterossexual é um estuprador de mulheres. É importante começar uma discussão sobre pedofilia e o real mal que ela trás à nossa sociedade.

Pedofilia é mais que atração sexual, pedofilia é amor. Eu sei que nem todos os pedófilos se portam desta maneira, mas também não podemos generalizar que todos abusam de crianças porque isto ocorre com pequena minoria dos casos.

** É CRIME. É uma questão de certo e errado e não de interpretação!

Será? Um menino Brasileiro que aos 13 ou 14 anos de idade faça sexo com uma mulher maior de idade é visto com orgulho pelos amigos e muitas vezes pelo pai e demais familiares. Já um menino da mesma idade que se relacione com um homem é visto como vítima de abuso sexual?

Acho que é mais fácil mostrar as histórias de estupros, de violência sexual, do maníaco que sequestra e abusa de uma criança, de pais que mantinham filhos acorrentados em um porão para abusar deles sexualmente. Estes são tristes casos pontuais, que não representam o que sentimos e muito menos a relação de um pedófilo com o objeto de seu interesse.

Pedófilos geralmente não são atraídos por crianças pequenas como a mídia gosta de mostrar, mas acho que dá maior audiência dizer que o preso abusava de bebezinhos.

**Mas como pedófilos não são monstros?

Alguns estudos demonstraram que até 21% dos adultos jóvens do sexo masculino apresentam algum grau de atração sexual por crianças ou adolescentes. VINTE E UM PORCENTO. Os pesquisadores responsáveis pela pesquisa consideraram que pelo preconceito e medo que envolve este tema, a chance dos dados subestimarem números reais é grande. Desta maneira devemos dizer que adultos jóvens do sexo masculino que apresentam algum grau de atração sexual por crianças é de NO MÍNIMO 21%. Serão todos monstros?

**Cultura “boylover”

Hoje existem comunidades na internet que funcionam como um fórum para troca de informações. Muitos acham que tais comunidades tem como objetivo atividades criminosas como troca de pornografia ou instruções de como abusar de crianças. ESTA É UMA INFORMAÇÃO INCORRETA.

Em tais comunidades existem para que pessoas semelhantes se encontrem e conversem. Acreditamos que o isolamento sentindo o que um pedófilo sente em nossa sociedade pode contribuir para verdadeiro abuso, pela frustração e medo que por anos mudam a cabeça da pessoa.

Em tais fóruns é comum ler a opinião de seus membros sobre a idade mínima de um menino para relacionar-se sexualmente. A maioria dos membros acredita que antes da puberdade um menino não está pronto para se relacionar sexualmente.

Também é consenso que deve-se tomar todo o cuidado para não machucar os meninos, tanto emocionalmente quanto fisicamente e socialmente (existe algo pior na sociedade atual do que, em vez de ter um amigo que te ama, ser tachado como abusado por um pedófilo?). Também concordam que muitos meninos terão interesse sexual por outro menino ou homem por um determinado período de sua vida, sendo que geralmente tornam-se heterossexuais na idade adulta e isto é motivo de orgulho para o pedófilo. Acredita-se que estes meninos continuem amigos dos pedófilos, sem traumas da relação vivida no passado (mas isto precisa ser confirmado por trabalhos científicos).

Isso é só a ponta do iceberg….

Este site tem como objetivo informar e discutir sobre pedofilia. Pedofilia NÃO é crime, ninguém pode ser acusado de ser diferente. Nenhum crime será cometido ou incentivado neste blog. Eu acredito que a lei deva ser respeitada, assim como os direitos dos cidadão contra abusos por parte da imprensa ou do governo. Deve haver espaço para que temas polêmicos sejam discutidos abertamente, sem preconceitos. O texto aqui publicado tem como objetivo estimular a discussão sobre pedofilia e não deve ser interpretado como estímulo à qualquer atividade criminosa ou desumana. Viva o exercício intelectual de pessoas educadas e de mente aberta. Viva a liberdade de expressão, a proteção contra perseguição e a discriminação. Estes são direitos essenciais em uma sociedade justa.

Sep
21

Intolerância

Você já sabe: este site foi criado para informar sobre um assunto que é um dos maiores tabus da atualidade: Pedofilia : Este site é legal. Aqui não postarei fotos ilegais ou estimularei crimes. Além de informar, espero que este site ajude a criar um dialogo na sociedade sobre este tema tão amplo e cheio de preconceito e de conceitos errados. Este site tem que permanecer no ar, para permitir que este canal de comunicação seja mantido.

Pedofilia é um assunto que desperta emoções forte. Quando ouvimos “pedofilia” pensamos em adultos abusando de crianças indefesas e isto nos revolta. Mas ao mesmo tempo temos que perceber que existe muito marketing, propaganda puritana e outros interesses envolvidos neste assunto. A primeira coisa que salta aos olhos é a frase: “PEDOFILIA É CRIME”. Pedofilia não é crime, hoje (ainda) é considerada uma doença, da mesma maneira que a homossexualidade no passado, mas não é crime. Desta maneira, pedófilos devem ser tratados com respeito e protegidos pela lei.

WOW!! Proteger estupradores de criancinhas?? Pessoas que abusam de bebezinhos de 2 anos de idade???? Calma lá que a história não é assim…

Mas se não é assim, porque é a primeira coisa que vem à cabeça?

Vamos por partes para tentar separar a realidade dos mitos e lendas urbanas.

1 – Como os pedófilos são tratados pela imprensa?

Quando os jornais publicam matérias sobre adultos acusados de envolvimento sexual com menores sempre se referem ao “crime de pedofilia”, que é um termo errado. Os delegados entrevistados sempre se referem às centenas de imagens de sexo com crianças de varias idades, até bebês. Estas imagens realmente existem, em sua grande maioria foram produzidas há decadas e eram trocadas pela internet. Uma minima porção de pedófilos sente atração por crianças pequenas e em sua grande maioria não se envolvem em atividade sexual por considera-las imaturas. Da mesma maneira que um adulto pode ver a filha de 13 anos de seu amigo e, apesar de reconhecer sua beleza e até certa atração sexual, não vai se envolver com ela sexualmente. Separemos pedófilos de doentes mentais.

Além disto tudo, quando acusado de “pedofilia”, não existe cuidado nenhum por parte da justiça e imprensa em presenvar a privacidade dos envolvidos. Até que sejam condenados, os processos devem correr em segredo de justiça, mas juizes e a Ordem dos Advogados do Brasil infelizmente não garantem tal respeito aos direitos dos cidadãos, atendendo ao apetite da imprensa.

2- O pedo e o monstro:

Importante conversar sobre tudo isto para diferenciar o pedófilo do monstro. A pedofilia se mostra mais frequente do que nunca, recebe mais atenção da mídia do que deveria e, infelizmente, as histórias são tratadas de maneira sensacionalista. No Brasil, pelo menos falando de boylovers, a maioria são homens que gostam de meninos, adotam familias e as ajudam a educar seus filhos. Claro que as pessoas pensam: “Que pedofilo desgraçado, pagando a família para abusar de seu filho” , mas será que pode ser exatamente o contrário? No Brasil é muito mais fácil pegar um menino no farol, que faz sexo em troca de 10 reais, do que se preocupar em ajudar a familia do menino que você gosta. Mas acho que ainda não temos maturidade em nossa sociedade para discutir assuntos assim, crianças passando fome ou fumando crack na rua OK, mas um cara cuidar dele é o mais profundo e perverso mal…

Os politicos dão mais atenção à pedofilia do que ao combate à miséria, à corrupção de politicos e funcionários públicos e à violência nas grandes cidades, problemas muito mais sérios. Porque será???

3 – Boylovers, que porra é esta?

Boylovers são um grupo de pedófilos que se comunicam, conversam e acreditam num conjunto de regras morais e sociais. Isso não quer dizer que é uma “rede de pedofilia”, que “troca fotos de pornografia infantil”!

Sei que parece piada, demagogia ou “ética” de facção criminosa, mas não é. Conversando as pessoas que sentem atração por meninos e adolescentes aprendem sobre este sentimento e acabam se tornando pessoas melhores, da mesma maneira que uma pessoa melhora convivendo em sociedade. Acredito que muitos dos pirados que sequestram uma criança e abusam dela tem deficiência mental (o que não é o caso dos boylovers). Falando sobre atração sexual por menores de idade e crime, muito mais importante do que ver apenas a idade do menor, é considerar se houve violência, a idade dos envolvidos, o sexo do menor e a reação das pessoas.

– Se há violencia, é crime e é errado. Todos os boylover concordam com isto e denunciaciariam ou puniriam um de seus membros se soubessem que ele abusou de uma criança ou adolescente desta maneira. Um homem que abusa de um menino ou menina de qualquer idade usando de ameaças ou violência é o mesmo que um adulto que estupra uma mulher, só que ainda mais covarde e cruel. Outro exemplo de violência é o abuso de meninos por padres. Esta dinâmica trazia uma relação de poder do padre sobre o menino e uma sensação de culpa, ainda mais sobre as rígidas doutrinas da igreja católica. Os meninos eram abusados e ao mesmo tempo ensinados que aquilo era um pecado mortal. Sem dúvida constituindo grande violência.

–  Sobre a idade, temos que convir que é diferente um homem sentir atração sexual por um menino de 7 ou 8 anos, que ainda não entrou na puberdade e é muito imaturo sexualmente e emocionalmente, de um menino de 12 ou 13 anos, que já tem desejo sexual, é curioso e mais maduro emocionalmente. Acredito que nos próximos anos a idade para que o adolescente seja livre para se relacionar sexualmente com pessoa da idade que ele quiser vai baixar. Isto é chamado de “age of consent” e, a não ser que as religiões fanáticas, que seguem regras escritas a milhares de anos atrás, aumentem seu poder politico, tal idade deve baixar para 16, 14 ou mesmo 12 anos.

– Outro grande tabu é o sexo do “menor”. A palavra pedofilia trás grande trauma emocional aos jovens. Parece bobagem, mas muitos estão felizes com sua vida sexual, sem drama nem culpa, mas esta palavra muda tudo. Muitas meninas de 14 ou 15 anos se apaixonam por homens adultos e decidem se relacionar sexualmente. Cabe a suas familias e a elas, com base na educação que receberam e às regras e costumes da sociedade onde moram, decidir sobre esperar ou não pela idade adulta. O grande tabu para estas meninas é perder a virgindade, que pode trazer culpa e arrependimento – alem do risco de engravidar e contrair uma doenca sexualmente transmissivel. Para os meninos, esta fase é de aventura, curiosidade e diversão, eles não se consideram homossexuais por experimentarem masturbação ou relacionamento sexual com amigos da mesma idade e acredito que o mesmo ocorra com boylovers. A penetração tambem não têm importância como no relacionamento com as mulheres e muitas vezes só existe masturbação ou sexo oral, sendo raros os casos de meninos passivos. Mas claro que estamos emu ma sociedade homofóbica, onde um menino ir num puteiro perder a virgindade aos 13 anos com o pais e os amigos é aceitavel, mas decidir se relacionar com um homem é abominável, mesmo que estatísticas indiquem que este menino não vai se tornar homossexual por causa disto.

–  Reação: Infelizmente observamos mais dano psicológico às crianças depois que são descobertos os relacionamentos com o boylover. De uma relação de amor, muitas vezes com nenhum ou mínimo contato sexual, fica a vergonha, a exposição a todos os preconceitos e recalques da sociedade, a ridicularização pelos amigos, tão crueis nesta idade. Claro que não estou falando que estes jovens não devam ser protegidos, mas infelizmente o circo da mídia, o despreparo e os preconceitos dos médicos e psicologos envolvidos… e outro caso curioso são as mães de todas estas crianças envolvidas nos “esquemas dos pedófilos”, que estavam felizes com os filhos bem cuidados, frequentando casa com piscine, sendo estimulados a estudar e recebendo presentes… até que vire um circo de mídia, daí elas se dizem chocadas, que nunca haviam imaginados e pedem a cabeça dos monstros. Por favor.

E quanto será que esta relação deixa de trauma mesmo? Comprovado por trabalhos médicos, por pesquisa científica? Ninguém sabe, sabemos apenas do preconceito que as pessoas relatam…

4 – Turismo sexual e pedofilia

Não devemos confundir turismo sexual com pedofilia. O turista sexual paga por sexo, seja com um adulto, um adolescente ou uma criaça. Em nosso pais, onde em cada esquina há mulheres e homens se prostituindo, um turista pagar por sexo é visto como um crime muito mais sério do que o mesmo crime cometido por um Brasileiro, porque será? O turista pedofilo pode até “ajudar no orçamento”  de crianças pobres, mas provavelmente as expõe a riscos (violência e doenças, por exemplo).

Pedofilia é muito mais do que sexo, é amor, é se preocupar, querer cuidar, ter cumplicidade, prover, educar. É o mesmo que um adulto ir na zona, fazer sexo com uma prostituta, imagino que todos vejam com clareza a diferença disto com amar alguém, sentir atração por ela e um dia, quando houver maturidade suficiente, fazer sexo.

Este site tem como objetivo informar e discutir sobre pedofilia. Pedofilia NÃO é crime, ninguém pode ser acusado de ser diferente. Nenhum crime será cometido ou incentivado neste blog. Eu acredito que a lei deva ser respeitada, assim como os direitos dos cidadão contra abusos por parte da imprensa ou do governo. Deve haver espaço para que temas polêmicos sejam discutidos abertamente, sem preconceitos. O texto aqui publicado tem como objetivo estimular a discussão sobre pedofilia e não deve ser interpretado como estímulo à qualquer atividade criminosa ou desumana. Viva o exercício intelectual de pessoas educadas e de mente aberta. Viva a liberdade de expressão, a proteção contra perseguição e a discriminação. Estes são direitos essenciais em uma sociedade justa.

Sep
21

Um pouco sobre mim!
(Em Ingles porque isto não é relacionado diretamente com nossa sociedade e pode ajudar mais pessoas como eu por ai.)

Welcome to my blog. I hope you find interesting information here and that I may contribute to a better world. There will be plenty of violence and sex, and an occasional deep reflection, hope it is enough to keep you interested.
I think more than ever I have things clear in my mind, far from having the answers, but maybe I have the right questions. You will be the judge to that.
I am a healthy 29 year old man, from an upper middle class family, born in an undeveloped country. We were not extremely rich but were certainly way above average and regarding education we were on the top, both my mother and father graduated from top university and so did my grandparents.
But I am far from the average 30 year old, very far. For that reason I might have a more interesting history to tell: I carry a curse.
About who (and what) I am
When I was about 13 years old I realized I was different, I was not much into sports, had a super loving and over protective family and had a hard time dealing with stress, peer pressure, school… That was when I realized I was different. There was a boy on my school, two years younger and he was the most beautiful boy I had ever seen and became completely in love with him. I would watch him doing sports, try to talk to him between classes but I never got to have much contact with him.
Was I gay??? Well, not quite that….
I soon found out I was interested in boys, in the beginning a few years younger than me, but as I grew older, the age of attraction did not change. I was a boylover, a paedophile, but I was no monster. I loved some boys with all my heart, wanted to be close to them, needed to be liked by them, wanted to protect them, wanted to love them. Unfortunately I have never had much contact with those boys during my teenage years. I had a few platonic loves that lasted for years, and it was very difficult for me.
When I was 20 and I went to university my live changed, it was the late 1990’s and I discovered the internet. It was amazing to find more people like me and lots of boy pictures in sites like boypicture.com. Back then, I could only see naked boys in the locker room or renting commercial movies like “Pelle, the conqueror”.
I entered my first board and met lots of people like me, that was before the media started to pay so much attention to adults that love and are sexually attracted to kids and teenagers. Good old times, just before the witch hunt started.
Then came the horror histories on TV about the monsters that abuse and rape little kids, that forced them to do things they did not want, that made them feel ashamed and wrong, that would destroy their lives and innocence. I was not one of these monsters and neither were the boylovers I had met so far.
That is not what boylove is all about. Boylove is about love, about passion, about having the time of your live to be next to the boy you love, to help him, to teach him, to protect him, to have intimate moments with him and even sex when he is ready. Boylove is not about violence, not about rape. Most of what you see on the news papers is not about us, specially in Brazil, you have man that are attracted to little girls and just want to have sex. Since adults that are attracted to kids are pedofiles, in theory they are like me, but it is completely different. I only like boys, I don’t want to have sex with little boys, I adore them, I love them, I am good to them.
To think all pedophiles hurt kids is the same to say that all men would rape a woman. Just not true. Read about me, about people like me, and then you can find out for your self.

Este site tem como objetivo informar e discutir sobre pedofilia. Pedofilia NÃO é crime, ninguém pode ser acusado de ser diferente. Nenhum crime será cometido ou incentivado neste blog. Eu acredito que a lei deva ser respeitada, assim como os direitos dos cidadão contra abusos por parte da imprensa ou do governo. Deve haver espaço para que temas polêmicos sejam discutidos abertamente, sem preconceitos. O texto aqui publicado tem como objetivo estimular a discussão sobre pedofilia e não deve ser interpretado como estímulo à qualquer atividade criminosa ou desumana. Viva o exercício intelectual de pessoas educadas e de mente aberta. Viva a liberdade de expressão, a proteção contra perseguição e a discriminação. Estes são direitos essenciais em uma sociedade justa.